20

jun

2018

Durante a reunião de encerramento do PETRA, o comitê gestor afirmou o desejo e a importância de continuar o projeto

Por forest
Membros do comitê gestor discutem o futuro do PETRA (Foto: Estelle Dugachard/ONF Brasil)

Membros do comitê gestor discutem o futuro do PETRA (Foto: Estelle Dugachard/ONF Brasil)

 

O desfecho do PETRA foi marcado pelo encontro anual do comitê gestor e por um evento aberto ao público para compartilhar os aprendizados e as práticas sustentáveis desenvolvidas nos seis anos de existência da iniciativa. As atividades de encerramento aconteceram de 28 a 29 de maio no Paiaguás Palace Hotel em Cuiabá-MT.  As recomendações neste último COPIL (Comitê de Pilotagem) apontaram para ações que possam garantir a continuidade e a divulgação do projeto, com a elaboração de vídeos curtos, por exemplo, caso seja possível o uso de recurso remanescente.

O material audiovisual pode se tornar uma ferramenta para atrair novos financiadores para o PETRA (Plataforma Experimental para gestão dos Territórios Rurais da Amazônia Legal). A proposta é coletar depoimento de beneficiários e pessoas envolvidas nas ações, como também registrar informações sobre os produtos criados pela equipe, a exemplo das publicações “Guia de boas práticas para Restauração de APPDs”,  “Flora Arbórea das Matas Ciliares da Fazenda São Nicolau” e do Observatório Territorial.

O grupo defendeu, como a melhor perspectiva para a continuidade das atividades do PETRA, os programas estruturantes desenvolvidos pelo governo do estado – como o REDD+ for Early Movers (REM) e a Estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir) – e os projetos executados por parceiros, como o Instituto Centro de Vida (ICV). Considerando que a equipe do PETRA participou ativamente na construção e na estruturação dessas iniciativas e que existem alguns financiamentos disponíveis para a área, esse cenário pode ser um elemento chave para prosseguir com as ações iniciadas durante o PETRA.

O comitê lembrou ainda do grande potencial da cadeia do extrativismo da castanha e do apoio à estruturação da atividade na região, que poderia ser contínuo. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA-MT) também ressaltou a riqueza das diversas capacitações promovidas pelo PETRA e mostrou interesse em manter a estreita cooperação técnica. Atualmente os técnicos do órgão incorporaram no seu cotidiano aprendizados adquiridos nesses diferentes workshops.

Além das orientações focadas no futuro do PETRA, a última reunião do comitê gestor avaliou e validou a execução das atividades de 2017 e fez um balanço geral sobre a totalidade do projeto. A reunião ocorreu em 28 de maio e, no dia seguinte, foi realizado um evento aberto para gerar uma troca sobre: as iniciativas atuais, os temas trabalhados, os próximos passos e possíveis sinergias para fortalecer as atividades.  O evento reuniu mais de 40 participantes.

 

Evento aberto reúne mais de 40 participantes (Foto: Estelle Dugachard/ONF Brasil)

Evento aberto reúne mais de 40 participantes (Foto: Estelle Dugachard/ONF Brasil)

 

As palestras abertas se tornaram um momento de encontro para atores institucionais e da sociedade civil, contando com apresentações sobre políticas públicas e iniciativas em andamento. O objetivo foi potencializar os resultados gerados pelas atividades PETRA e abrir um diálogo sobre os avanços e os desafios do desenvolvimento sustentável dos territórios da Amazônia mato-grossense. Estiveram presentes, entre outros, representantes da SEMA-MT, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do governo em geral e de povos indígenas (que se destacaram na interação com os palestrantes).

As mesas que mais despertaram a atenção da plateia foram os debates sobre práticas sustentáveis, com os Sistemas Agroflorestais (SAFs) e as experiências de tecnologia de baixo carbono (com a possibilidade de aplicação em Áreas de Preservação Permanente e reservas legais). Em particular, as técnicas para a recuperação das APPs provocaram muitas perguntas dos participantes.

A apresentação da plataforma de Observatório Territorial associada ao Portal da Transparência da SEMA revelaram os avanços do governo para uma gestão mais aberta e das possibilidades de maior visibilidade na análise das informações disponibilizadas. Em face de todos os resultados do projeto, a equipe do PETRA está dedicando todos os esforços para manter a dinâmica de trabalho e assegurar a continuidade das atividades em prol do desenvolvimento sustentável da região.

 

Veja mais fotos do evento:

20180528_142304

20180529_094718

20180528_142622

20180529_111822

Comentários

Envie-nos uma mensagem

Envie-nos uma mensagem ENVIAR

ONF Brasil

(65) 3644 7787

contato@onfbrasil.com.br

Fazenda São Nicolau, Cotriguaçu - MT

Treepixel Agência Digital Forest Comunicação