COMUNIDADES ENVOLVIDAS

A importância da integração local do projeto

A fazenda São Nicolau está situada numa região pioneira, onde as principais atividades são agricultura e pecuária, onde propriedades de milhares de hectares coexistem ao lado de assentamentos de pequenos agricultores e de comunidades indígenas pobres. Se o Projeto ficasse alheio a essa realidade socioeconômica e se tornasse um “santuário ambiental”, correr-se-ia o risco de provocar incompreensão e rejeição, comprometendo certamente as chances de multiplicar essa experiência. A Peugeot, a ONF e os seus parceiros compreenderam perfeitamente essa dimensão e tomaram todas as medidas necessárias para demonstrar sua vontade de implantar localmente o projeto.

O projeto pretende mostrar que a proteção dos ecossistemas e o desenvolvimento local não são incompatíveis. Essa demonstração passa não apenas pela experimentação concreta de modalidades de gestão da floresta favoráveis às populações, mas também por ações de conscientização do público.

int0

 

A integração do projeto em seu entorno socioeconômico imediato

Em 2006, o projeto lançou um mini-projeto de coleta sustentável de castanha-do-pará em seus 7.000 hectares de floresta natural, feito por pequenos agricultores das colônias vizinhas (Vale Verde, Cotriguaçu) em benefício destes últimos. Realizado em parceria com o PNUD-GEF Juruena de apoio aos pequenos agricultores, essa operação se destina prioritariamente a demonstrar que a floresta pode constituir uma fonte de renda para as comunidades locais.

Colhidas e secadas na fazenda, as castanhas são enviadas em seguida para a nova unidade de processamento de Juruena, instalada pelo programa GEF-Juruena, onde são descascadas e embaladas. Dessa forma os coletores conseguem evitar os intermediários (“recatadores”) e podem vender a castanha por um preço mais vantajoso para uma rede de compradores criada pelo PNUD.

int2

 

A conscientização ambiental da escola primária à universidade

Desde 2001, o projeto desenvolve um programa de educação ambiental voltado aos alunos das escolas primárias de Juruena e Cotriguaçu. Todos os anos, cerca de 400 alunos dessas escolas vêm em grupos passar uma semana na fazenda, acompanhados por seus professores e educadores ambientais especialmente contratados pelo projeto. Passeios educativos na floresta, trabalhos manuais, peças de teatro: são vários os meios de educar as crianças para a natureza, de ensiná-los a ter uma outra visão da floresta que não seja a de um meio hostil cuja única utilidade seria fornecer terra e madeira. Como as crianças exercem uma influência importante sobre os pais, consegue-se atingir centenas de famílias. Diante do sucesso das chamadas “classes verdes”, o projeto decidiu, em 2008, ampliar suas atividades a comunidade de Japuranã, município de Nova Bandeirante.

Saiba mais.

int1

 

Envie-nos uma mensagem

ENVIAR

ONF Brasil

(65) 3644 7787

contato@onfbrasil.com.br

Fazenda São Nicolau, Cotriguaçu - MT